quinta-feira, março 17, 2005

O Santos na Taipa

Ontem tive a sorte de ir conhecer a Taipa. Fomos com os meus primos que tiveram a gentileza de nos oferecer o jantar mostrar a ilha.
Para quem nao sabe a Taipa e uma ilhazita em frente a Macau.Taipa tem pescadores chineses. Tem predios como os de Chelas so que maiores. Tem ruas estreitas com casinhas pequeninas como Vila Real de Santo Antonio. Tem grandes casas coloniais como em La Habana. Taipa tem um grande mangal entre o Bairro do Carmo o Delta do rio das Perolas.
Na mare vazia cheira como nas noites de verao na avenida da praia: cheira a lodo, a humidade e a flores.
No meio das casa baixas de pescadores fica o restaurante do Santos.
Se ha gaijo que melhor represente os portugueses na historia, esse tipo e o Santos.
Nasceu alentejano numa aldeia perto de Montemor. Foi fuzileiro na Guine. Enquanto foi cozinehiro no Alfeite, viveu no Alto da Paiva e petiscava no Tonita.
Reformou-se da marinha, separou-se da mulher e veio para Macau onde abriu um restaurante em Taipa e faz filhos a uma filipina.
A tasca do Santos e sobre o comprido por sugestao de um bruxo chines que o mandou mudar de sitio a cozinha para atrair mais dinheiro e clientes. Ha ameijoas que nao ficam a dever nada ao Fialho. Ha sagres e vinho portugues. Bebemos duas garrafas de vinho alentejano e comemos mao de vaca com grao.
Taipa e muito fixe.
So para me beber no Santos valeu a pena as nao sei quantas horas de aviao.

6 Comments:

Blogger CM said...

Tás a ver? eu não disse?
O Santos é um portuga do mais típico e do mais porreiro que há. Na nossa última incursão à Taipa, ficou tão feliz de rever o Xano, que fechou a chafarica e ficámos até às tantas da manhã a conversar sobre este fado de andar pelo mundo, à volta de uma boa garrafinha de whisky. À conta disso, já não me lembro do que é que comi, mas estava muito bom, de certeza. Agora só vos falta o fernando...

09:42  
Blogger Dina Almeida said...

Pois é, está provado que onde quer que se vá se encontra alguém do Barreiro (ou pelo menos que tenha morado aqui).

10:35  
Anonymous Anónimo said...

alto da paiva forever!!!!
blimunda

08:41  
Blogger Unknown said...

Se for pra beber vinho alentejano, comer ameijoas e mão de vaca, achoq que as 18 horas de vôo são mais que jusificadas. E um bacalhauzito com grão, não se arranja??? Ou uma pescadita cozida com couves? Não percebo esse vicio dos protugueses que assim que chegam a qualquer lado o que fazem é procurar a comida do cont'nante...

10:23  
Blogger CM said...

caro Atalaia - vê lá se ainda não terás que fazer como eu e engolir essas palavras...Eu também dizia o mesmo. 3 anos e três meses sem bacalhau e outras iguarias (incluíndo sagres fresquinhas) fizeram-me mudar de opinião....

18:03  
Anonymous Anónimo said...

E tu fazes filhos a quem?

04:00  

Enviar um comentário

<< Home

Flatulências a partir de 28/01/2006