sábado, março 19, 2005

Elba Ramalho

Ha sempre o equilibrio em todas as coisas.
Para equilibrar o defice de rabos aqui nas ruas de Macau, a semana de artes de tem como cabeca de cartaz a Elba Ramalho, que no seu coro tem tres lindas negras do Brasil que trazem bunda que chega e sobra ..... Bendita semana de artes.

Zhuhai

A norte da Peninsula de Macau fica a grande China. Zhuhai e a cidade de fronteira. Macau recebe anualmente 10 milhoes de turistas chineses que atravessam a fronteira para jogar, a quase totalidade destes visitantes entra por Zhuhai.
Em Zhuhai as ruas sao largas e o comercio 'e brutal em volume. Todo aqui e a escala chinesa. Vale a pena visitar esta cidadezinha de fronteira para se ter uma ideia das escalas de volume na china. Para quem gosta de comprar Zhuhai e o paraiso. Falsificacoes de todo quanto e marca em Zhuhai e aos ponta-pes.
Impressionante e a fronteira onde passam mais de 60 mil pessoas todos os dias nos dois sentidos. Impressionante foi o urinol onde fui amandar uma mija que era do tamanho de um pavilhao de futebol de salao com um canal de mijo ao meiopara onde os todos os chineses escarravam antes e depois de urinar... nao percebi porque...

Patua

Ontem a noite fomos ver o um espectaculo de teatro escrito e representado em APtua, que e uma especie de kriolo que foi falado em Macau ate meados do seculo XX. Actualmente so alguns velhotes ainda comunicam em Patua.
O Patua parecesse muito com o Kriolo di noss irmons do Cabo Verde. Apanha-se quase tudo, mas de vez em quando arrancam do cu com um gancho uma palavras chineses e um gajo nao perceb nada.
A peca em si nao era nada de especial. Qaundo a blimunda adormeceu pela segunda vez tomei a decisao de fazer uma retirada estrategica. Aproveitamos o intervalo e demos a frosquineta. RM

sexta-feira, março 18, 2005

O anuncio da escarreta

Gosto de Macau pela mesma razao que gosto de muamba a acompanhada com vinho. Gosto de Macau porque sou apologista das misturase das mesticagens. Gosto de Macau pela mesma ordem de razoes porque prefiro o criolo a gramatica francesa e tal como tempero o cozido a portugesa com jindungo. Gosto de Macau, porque aqui nada esta fechado numa determinda forma e a cultura nao e unica nem (ainda menos) universal ou globalizante. A contradicao e ordem mas resulta sempre em harmonia.
Exemplos???
O crime organizado e muito forte em Macau e por isso e um territorio muito seguro. Outro exemplo: Os templos sao enormes e muito frequentados mas mesmo dentro do templo ha tipos a jogar a moeda. Mas para mim o melhor exmplo de todos e o anuncio da escarreta: os taxis tem todos pequenas televisoes onde vao passando filmes turistico sobre Macau. Entre os filmes passam anuncios de restaurantes hoteis e casinos. Um destes anuncios e uma devertencia do governo com uma multa de 500 patacas (dez contos) para quem for apanhado a cuspir para o chao e o mais giro e que o anunciop mostra mesmo um tipo -- um chines -- a puxar uma granda escarreta, a mandar a lasca pro chao e a ser multado. Lindo.

Nga Tim

Entre a ilha de taipa Taipa e a ilha de Coloane existe uma estrada que tem sido sucessivamente alargada ate as duas ilhsa se terem nornado uma unica grande ilha em frente a Macau.
Coloane e uma montanha verde onde estao as prisoes de Macau, uma praia de areia preta, um nucleo urbano e alguns restaurantes. O resto e verde e montanha.
Ontem fomos jantar no Nga Tim que esta no larguinho principal de Coloane. O nucleo urbano da ilha e composto por casinhas baixas de pescadores dispostas a volta de uma igreja. O Largo da terra e aqui, e o NgaTim comecou por ser uma tasquinha com uma esplanada a porta da tasca. Neste momento, a esplanada e o largo todo e tasca continua a ser tasca e a fazer uma comida exepcional. O Dono e chines, as cozinheiras filipinas e a comida e macaense: nem portuguesa nem chinesa.
A noite estava quente e a cerveja estava gelada. Muito bom.

quinta-feira, março 17, 2005

O clima

O clima aqui e completamete marado.
Quando chegamos estavam 7 graus. Londres. Nevoeiro, humidade e frio. Fui a correr comprar roupa de inverno.
Hoje estao 28 e esta uma humidade de 97%. Africa. Um gajo sai para a rua e ta um calor de cozer as pedras da calcada. A unica roupa possivel e t-shirt e serveja. Eu gosto. So ha um problema: o perigo de desidratar.... Agora que a Blimunda foi fazer uma conferencia na universidade de Coloane e eu estou sozinho acho que vou tomar uns gins tonicos para repor os liquidos. Nao quero correr riscos de saude!!!
Tou mesmo a gostar disto. Adoro o calor e as zonas e humidas.
RM.

O Santos na Taipa

Ontem tive a sorte de ir conhecer a Taipa. Fomos com os meus primos que tiveram a gentileza de nos oferecer o jantar mostrar a ilha.
Para quem nao sabe a Taipa e uma ilhazita em frente a Macau.Taipa tem pescadores chineses. Tem predios como os de Chelas so que maiores. Tem ruas estreitas com casinhas pequeninas como Vila Real de Santo Antonio. Tem grandes casas coloniais como em La Habana. Taipa tem um grande mangal entre o Bairro do Carmo o Delta do rio das Perolas.
Na mare vazia cheira como nas noites de verao na avenida da praia: cheira a lodo, a humidade e a flores.
No meio das casa baixas de pescadores fica o restaurante do Santos.
Se ha gaijo que melhor represente os portugueses na historia, esse tipo e o Santos.
Nasceu alentejano numa aldeia perto de Montemor. Foi fuzileiro na Guine. Enquanto foi cozinehiro no Alfeite, viveu no Alto da Paiva e petiscava no Tonita.
Reformou-se da marinha, separou-se da mulher e veio para Macau onde abriu um restaurante em Taipa e faz filhos a uma filipina.
A tasca do Santos e sobre o comprido por sugestao de um bruxo chines que o mandou mudar de sitio a cozinha para atrair mais dinheiro e clientes. Ha ameijoas que nao ficam a dever nada ao Fialho. Ha sagres e vinho portugues. Bebemos duas garrafas de vinho alentejano e comemos mao de vaca com grao.
Taipa e muito fixe.
So para me beber no Santos valeu a pena as nao sei quantas horas de aviao.

A memoria do Camilo Pessanha

Rios de dinheiro a traduzir tudo para portugues que e tambem lingua oficial de macau.
Montes de massa gasta em livros de arquitectura portuguesa. Reconstrucao de monumentos. Bustos do Joao de Deus. Nomes das ruas todos em portugues. Mapas, guias, revistas. Mostras de video. Semana das Artes. Semana da Lusofonia.
Tudo pago pelo governo regional que tem dinheiro para tudo isto e que nao fica a dever nada.
Do Camoes, que merece todas as homenagens que se lhe facam, parece que nem sequer esteve por aqui... uns dizem que sim outros dizem que nao , mas nao ha certezas... Apesar disso, em Macau temos o parque camoes, temos as estatuas e referencias por tudo quanto e lado.
Do Camilo Pessanha, nao ha nada ou o que ha e muito pouco. Nem casa museu, nem estatuas, nem referencias, nada. Ontem fui a livraria portuguesa, falei no Camilo Pessanha e mostraram-me tres livros que foram publicados pelo Instituto da Cultura (correspondete ao Ministerio no Governo Regional) mais por carolice de um tipo que vive ca do que por homenagear a memoria. Fui hoje ao cemiterio de Macau e andei a procura da campa do poeta. Esta enterrado com a mulher e com o filho, uma campa comum no meio do labirinto das outras tumbas. O Instituto de cultura nao tem dinheiro para por flores na campa do homem???
Ca eu debaixo da capa de toda a minha igorancia acho que se ha alguem que fez uma fusao de culturas e que marca bem o orientalismo luso, esse alguem e o Camilo Pessanha.
Nasceu em Portugal, estudou em Coimbra, e estudou direito como todos os outros intlectuais da viragem do seculo XX. Colecionava porcelanas e pinturas chinesas, fumava opio e apaixonou-se por uma chinesa, como os outros orientalistas europeus. Compoes poemas sem os escrever, passeava com os caes, teve filhos chineses e gostava de jardins como os outros Macaenses....
Quem melhor que o Camilo Pessanha pode ser o simbolo da lusitaneadade no oriente???
Parece que o Dr. Pessanha fez alguns inimigos aqui na colonia de Macau. Em particular advogados, que nao gostaram de ver o Sr. Professor Pessanha, passar a ser Dr. Pessenha ( o Camilo tambem era advogado -- e dos bons) e defender interesses dos chineses... Ninguem lhe perdou essa ousadia, nem essa nem as outras que chocaram a sociedade colonial e conservadora do principio do seculo XX. Camilo Pessanha, vestia-se a chines, vivia com uma chinesa e sobretudo trazia o genese de ideias republicanas que difundia no liceu. Os defensores dos bons costumes nao lhe perdoaram. Nem ontem nem hoje.

quarta-feira, março 16, 2005

Cantones para principiantes

Na china ha uma data de linguas diferentes.
Os museus tem as inscricoes em 5 linguas.
Hoje visitamos o Museu do Mar, junto ao templo da Deusa A MA. Eu que ate nao sou grande apreciador de museus, fiquei muito impressionado com a coisa. Muit bem feito, muito organizado e simultaneamente divertido. Fiquei com vontade de ca trazer o meu filho porque e o tipo de coisas que o gajo gosta.
Antes do museu visitamos o tempo de A MA a deusa do mar que deu o nome a Macau. A MA GAU , quer dizer baia da Deusa...Neste zona fala-se cantones.
Como vou estar ca pouco tempo so posso aprender o essencial.
Por isso aprendi a dizer: Qin Dao Pi Jiu.
Pi Jiu quer dizer cerveja e Qin Dao e nome proprio. E muito leve e vai bem com a humidade e o calorzinho que hoje se sente por aqui.
Na esquina da Rua de Pequim com a Rua de Shangai, a sombra do Casino Lisboa, ha a esplanada do Imperador. Uma rua sem transito mas com muita animacao.
A Blimunda foi dar uma entrevista e eu fiquei a tomar contacto com a realidade social do lugar. Viram ter a minha mesa tres senhoras chinesas a propor companhia. Todas as tres bonitas mas sem nadegas absolutamente nenhumas,...e como sem rabo nao se podiam sentar... dei-lhes a desculpa que estava com a minha mulher... as gajas bazaram e eu fiquei a pensar: como sera que estas gajas defecam... nao tem cu!!!!
Porque o dia estava quente pratiquei umas cinco vezes o meu cantones. Qin Dao Pi Jiu.
Antes de deixar esta esplanada em tao agradavel esquina, mandei um arroto daqueles que se fazem no alto do seixalinho que partiu as janelas da montra da frente e ate as putas velhas se viraram. Todos sabemos que quanto mais velha e a puta mais dificuldade tem em virar-se.
Por falar em putas, aqui o que anda a fazer sucesso sao as trabalhadores independentes da russia. Param no Casablanca e na esquina do Lisboa. Sao todas louras e aquilo que em criolo de cabo-verde se diz Dama Cama Tcheia, ou que o meu avo descreve com grandes cavalonas...Tem grande sucesso entre os chineses que acham que comer uma loura lhes da sorte antes de jogarem.
Daqui bocadinho a Blimunda vai trabalhar mais um bocadinho e eu vou continuar com as minhas investigacoes do Natinal Geografic. Tudo para vos poder contar -- porque eu ate nem sou apreciador destes ambientes.
Agora tenho que ir... sabem como e a serveja -- bebe-se uma urinam-se tres.
RM

terça-feira, março 15, 2005

Hong Kong

Hoje ja fomos a Hong Kong e viemos.
Admito que e um sitio impressionante. Prediso grandes como caracas. Enormidades de edificios. Sem espaco. Os passeios sao pelo ar para haver espaco para os carros circularem. Lojas de todas as marcas. Bancos. Carros, autocarros electricos. Homens de fato, mulheres pintadas e alta tecnologia a cada passo. Ingleses e putas filipinas. A gripe das aves. Ate os canteiros sao ordenados e quase que aposto que tem flores de plastico.
Detestei Hong Kong.
E quanto mais detestei Hong Kong mais gosto de Macau.
Apesar do frio e da humidade (ja sei CM que 7 degraus nao e frio....) e tambem dos arranha ceus Macau e completamente o oposto de Hong Kong... Aqui as coisas sao mais relax, anda tudo mais descontraido e a presenca portuguesa tera deixado de heranca um espirito de desenrascanco que nos caracteriza.
Apesar do volume de negocios, dos casinos e dos edificios em altura, vive se aqui um ambiente de quase provincia. Macau e super seguro...ao nivel de se deixar o carro aberto com coisas la dentro por sistema. As pessoas andam a pe para todo o lado a qualquer hora e e sempre tudo completamente na boinha...
Temos estado a ser muito bem recebidos pelos protugueses que ca estao. Na minha familia tenho uns primos em segundo grau que nao nos viamos a dez anos eque nos receberam como se nos tivessemos separad ontem a noite. Da parte do trabalho da Blimunda, os tipos do Instituto da cultura, as pesoas dos jornais e da radio, toda a gente tem sido impecavel....
E se estou a contar isto nao e so para dizer que as pessoas com quem temos estados sao uns porreiros... estou adizer isto porque acredito que e este o espito geral aqui da cena em Macau.
Ontem fomos jantar para as docas e fomos pros copos (Casablanca e Cafe Frances).
Percebemos que em Macau portugueses somo so uns 1500 e que toda a gente se conhece... e que se isso se torna eventualmete claustrofobico para aqueles que ca vivem, simultanemente predispoe toda a gente a estar aberta e sequiosa de contacto com aqueles que vem de Portugal ... neste caso temos a sorte de sermos nos.
A gora vamos a parte javarda :
A Medicina chinesa ainda nao deve ter enco0ntrado cura para a aerofagia e para os problemas de gazes... ha pois e!!! os tipos peidam se e arrotam como gente grande!!! e sempre a abrir. ele e na rua, nos tranpostes publicos, nos cafes e onde calha e sempre aquele sorriso educado que os caracteriza. E bonito.
Outra nota a fazer tem haver com o ritual de puxar a escarreta: ha por aqui artistas que vao buscar a escarreta quase as unhas dos dedos grandes dos pes... pelo menos a julgar pelos sons que produzem a limpara guela da espectoracao malvada... e depois do cantar do pulmao -- taruz : lasca para o chao. Tambem e elegante.


outro assunto

Fiquei muito contente dos vossos cu mentarios todos em geral.
Mas houve um cu mentario que tenho que realcar. O amigo Alex que andou calado sem meter o bedelho em blogs estes meses todos, finalmente chegou se a frente e la nos deu um ar da sua graca. Bem haja Alex. Bem haja.
Tambem te digo meu amigo Alex, ja andava a desconfiar que tu aqui em Macau so conhecias era pastelarias, igrejas e bibliotecas... afinal vieste contribuir com as tuas dicas que vou seguir a risca. Depois logo cu mentarei os sitios.

Por hoje ja chega, agora tenho que ir a casa de banho.
RM

segunda-feira, março 14, 2005

Ma Cau

Ao fim de 24 horas de viagens chegamos.
Apertados entre um belga flamengo e um suico alemao passamos as 14 horas do voo frankfurt hong k0ng a ver filmezitos da tanga entre os quais reli parte dos vagabundos da verdade do J Kerouc.
Hong Kong e toda organizadinha bem a maneira inglesa. Todos os transportes pontuais, as ruas limpas e os predios sao como se ve nos filmes... grandes como caracas.
Para vir para Macau foi preciso apanhar o ferry que faz a ligacao das 30 milhas numa hora. No barco tivemos a primeira surpresa. No meio de chineses e a bue de kms de casa havia indicacoes escritas em portugues.
Depois do ferry Macau.
Esta cidade na realidade e o casino da China. Os casinos de Macau facturaram em 2004 cerca de 3 vezes a facturacao dos casinos de las vegas... e esta ein?
Pois e... o jogo e os casinos pagam altos impostos. O Sr. Stanley Hoo, que e o patrao dos casinos aqui contribui com cerca de 70% do produto interno bruto deste territorio praticamente roubado ao mar.
Agora coisa de ranheta: Ha bue da cartazes onde pedem as pessoas para nao escarrarem nem se assoarem para o chao.
Coisas de coco: macau tem casas de banho publicas em muitos sitios e posso garantir vos que algumas se encontram razoavelmete limpas
Engracado e que no meio desta cidade com ruas com nomes portugueses, toda a gente fala chines e ninguem fala nem ingles quanto mais a lingua do Zarolho.
Claro que ja fomos ao jardim que tem a gruta do gajo. Tem a gurta e o busto do Luis Vaz e a volta da cabeca do poeta ha senhoras de 70 a fazerem tai chi e a darem gritinhos a bruce lee. Claro que quando as velhas comecaram ca cena dos gritinhos basamos ... afinal eramos so dois e as velhas eram bues, vinham la cas cenas do karate e estavam na terra delas...
Por hoje ja chega.
Tenho de ir a casa de banho.
RM
Flatulências a partir de 28/01/2006